quarta-feira, 30 de abril de 2008

Lucy in the sky...

with diamonds... O cara que inventou o LSD morreu de velho com 102 anos.
Adoro a ironia da vida!

Seguem umas aspas do vovô maluquinho:

"Trata-se de um produto muito especial que atua na consciência, que é, afinal de contas, o que nos distingue dos animais", afirmou o químico, acrescentando que sob os efeitos do LSD, "vemos, ouvimos e sentimos de forma diferente e intensa, mesmo com uma dose ínfima".

Hoffman sempre defendeu sua descoberta. "Eu produzi a substância como um remédio.. não tenho culpa se as pessoas abusaram dele", disse.


Há! Sou careta drogas báhhh!

Trepar é vida e voto!

Tá todo mundo sabe que sexo é bom etc e tals...Mas ninguém levou tão ao pé da letra quanto Gonzalo Navarette Muñoz, prefeito de Lo Prado, um subúrbio chileno ao sul de Santiago. Daí que o cara decidiu que vai entupir os velhinhos locais de Viagra!

Sério! E a justificativa do fulano foi: "O objetivo é dar à população mais velha uma qualidade de vida melhor". E detalhe, para ser beneficiado com a gratuidade da pílula azul tem que ter mais de 60 anos. Como diria um brother, bagagem!

Há quem diga que isso é safadeza do prefeito para garantir as próximas eleições. Acho digno! Que cesta básica que nada, vamo é pô todo mundo pra metê!

:-D

Pérolas



Quando a piada supera o bom senso!

Um feriado feliz



Pra vc Lê!
;-)

quarta-feira, 23 de abril de 2008

Os homens e a ridiculisse

Ok,não gosto de discussões sexisistas que apontam homens são isso, mulheres são aquilo. Acho que no geral todo mundo tem defeitos, ponto! Mas na minha condição de fêmea eu logicamente sou tendenciosa na análise. Até porque sinto na pele.

Tá bem que o mundo tá meio esquisito mesmo. Isso todo mundo sabe, mas a ridiculisse masculina só piora! Os homens estão cada vez mais folgados. Eles simplesmente SEMPRE querem ter razão. Ou seja, nasceu mulher, já está errada de saída. Vamos a alguns exemplos:

Fim de namoro:
A coisa não ia muito bem, mas você, apaixonada, ainda tinha alguma esperança. Até que a situação se torna insustentável e vocês terminam. Você, para se poupar, tenta se afastar, pára de falar com ele. A criatura não aceita o afastamento, mas também não quer voltar. "Podemos ser amigos?" Como assim minha gente? Ou come ou sai de cima carai!
Aí você fica puta, porque não suporta ser amiga do cara que ontem era teu namo. E lógico, você é a louca!

Rolinho básico:
Ele quer sair com você, pelo menos diz isso toda vez que vocês se falam. Te xaveca a lot. Mas a lot MESMO! Não deixa em paz. Mas na hora do vamo vê, nada! E fica nessa punheta eterna. E vocês nunca saem. E lógico, a culpa é sempre sua!

Pau amigo:
Homem adoura arrotar que mulher não pode transar que se apega. Há! Já experimentou sair com um cara exclusivamente por sexo para ver o que acontece? Ele não segura a onda, afinal, o objeto tem que ser VOCÊ! E lógico, era você que queria namorar!

Namoro sério:
Vocês estão namorando e é sério. Se amam, se curtem e se beijam. MAS! Ele reclama que você está muito dependente, carente e que nunca faz nada sem ele. Aí, você do alto da sua racionalidade decide ir em busca de mais independência no relacionamento. O que acontece? Ele surta de ciúmes. E lógico, você que é ciumenta!

terça-feira, 22 de abril de 2008

O rancor e os tempos modernos

- Ai eu bloqueei ele, mas fiquei meio assim...no messenger ainda dá pra ver online.
- Ah, eu bloqueei e exclui! Dessa vez é definitivo! Pra mim ele mó-rreu!
- Em tudo?
- Ah, quase. Deixei só o Flikr. Lá ele quase não entra.

- Mas e o seu status?
- Tá solteira!
- Nossa, eu não coloquei nada. Achei que seria over mudar assim...

- Ah! E também tô apagando scraps!
- Mas porque isso agora?
- Não quero ninguém viagiando a minha vida. Aproveitei também para fechar as fotos. Ninguém mais vê nada!
- Ué, e você tem algo pra esconder?
- Que nada, mas pelo menos me valho do benefício da dúvida.

- E tem mais, ele deletou meu testemunhal!
- Ah, eu tô querendo deletar o que eu deixei pra ele!
- Acho isso muita provocação!
- Eu não! Pôxa, o que tá lá nem é mais verdade, e o pior é que todo mundo fica vendo como se fosse. E na minha página não tem nada dele!


Pois é, com a modernidade temos muito mais material...

segunda-feira, 21 de abril de 2008

Mas a TV não é paga?

Uma coisa que não consigo entender é porque na TV paga passam tantos comerciais. Se você assina, paga, e se paga, a fonte de receita é você! Mas ok, não vou discutir modelos de negócios exploradores. O que me mata de fato é a qualidade dos anúncios, ou a falta dela.

Um deles em partiular: Bárbara Blade e o calor da cidade! Por que? Por que? Por que? Por que ela sai pulando pela cidade e esfregando o sovaco em todo mundo que cruza o seu caminho? Sem contar a cara de safada que ela faz quando nêgo funga sua axila perfumada! Eu quero morrer de vergonha!

O que faz o anunciante pensar que isso convencerá as mulheres a comprarem um desodorante? Aliás, eu me recuso a comprar esse produto e de quebra faço campanha contra.

Sem contar todo o resto: Pedrinho e o cocô, todos os comerciais relativos a dentes, as vinhetas gringas de perfumes e as propagandas institucionais das próprias redes...

A real é que existe uma leva de publicitários que se formaram e se distribuíram no mercado. Alguns foram para as agências e outros para o marketing das empresas. Ou seja, enquanto uma parte cria as merdas, a outra metade aprova. Só pode ser isso!

Morra de raiva comigo:



:-/

domingo, 20 de abril de 2008

Em tempo - Pessoas que fazem da minha vida mais difícil

No post Pessoas que fazem da minha vida mais difícil faltou um tipo que está no top 3 da minha lista e eu não sei por que cargas d'água eu não inluí.

Gente, nada me irrita mais que gente bonita! Não, isso não é uma ode à feiúra e à desarmonia das formas. O irritante é o gente bonita enquanto categoria life stile. Aquela coisa que nego usa para te persuadir a ir em tal lugar. "Meu, só tem gente bonita!" Ca-guei!

Primeiro de tudo, defina gente bonita? Porque sei lá, não tem termo mais oco para descrever alguém ou alguéns?! No sentido literal, uma balada com gente bonita pra mim seria uma festa lotada de Giseles e Brads. Né?

Eu cá, no meu mundo de gente (mais ou menos) normal gosto mais de classificações tipo bacana, divertida, alfabetizada, alimentada, dentição ok, vacinada (em tempos de dengue nunca se sabe)...ou simplesmente disposta.

Ps.: pode ser que eu lembre de mais algum tipo e esse se torne um post sem fim...

Peixe cremoso

Bom, como ficou bom mesmo decidi postar a receita do peixe dominical. Até porque, eu invento receitas (sim, amo cozinhar), mas do mesmo jeito, as esqueço.

Logo, de agora em diante, sempre que a cabloca esquenta umbigo baixar em mim eu vou postar a receita aqui. Lógico que será a meu modo, sem medidas matemáticas:

Ingredientes:
Algumas postas de cação
Camarinho (porque camarão é caro)
Alho poró
Leite de côco
Creme de leite
Requeijão de copo
Fatias de mussarela
Limão
Alho
Pimenta dedo de moça
Sal

Preparo
Tempere o peixe com alho, sal e limão. Coloque as postas num refratário untado com azeite e jogue parte do leite de côco sobre o peixe. Leve a travessa ao forno. Enquanto isso, em uma panela prepare o molho. Refogue o camarinho em azeite, mas tempere com alho, pimenta dedo de moça e sal. Depois jogue o resto do leite de côco. Adicione o requeijão e o creme de leite. Confira o sal. Depois junte o alho poró.

Retire o peixe do forno, escorra a água (é, ele solta água durante o cozimento), e jogue o molho sobre o peixe. Para dar a facada final cubra tudo com fatias de mussarela e leve ao forno para gratinar.

Ah, faça arroz branco e brócolis na manteiga para acompanhar.
E como até sair pelos olhos...

;-)

Tears Dry on Their Own

Num domingo chuvoso, que ganhou uma cara mais simpática graças a Tiradentes, eu não tive coragem de sair da cama. Prometi não fazer porranehuma hoje e cumpri. E como é bom!

Quer dizer, até fiz algumas coisas. Li um pouco da biografia do Tim Maia, escrevi bobagens no Puf, assiti a filmes que já tinha visto e internetei por horas.
Ah, e de quebra inventei uma receita nova de peixe que ficou foda.

Para complemntar segue um pouco de Adega. Essa música tá combinandinho com essa domingo preguiçoso...



;-)

quarta-feira, 16 de abril de 2008

Deus é um cara gozador...

Pois é, eu sempre pensei isso. Existem algumas coisas no mundo, aliás, muitas delas que só podem ser piadas da criação. Mas tem duas que sempre chamaram muito a minha atenção: o ornitorrinco e a jaca. Vamos às considerações.


O ornitorrinco é um mamífero, carnívoro, bota ovos, tem pelos, bico e pés de pato e pode viver tanto na água, quanto na terra. E em caso de bafão ele te fere com uma ferroada FO-DA! Se bem que com essa cara quem precisa de ferrão? Só pode ser piada! Nem mesmo a comunidade científica bota uma fé nele coitado. Chamam o bicho de embuste!



Já a jaca consegue um feito mais fantástico. Ela é uma fruta. E eu como amante de frutas acho que todas elas são bonitas, cheirosas e gostosas. Lógico que tem umas menos e outras mais, mas nenhuma agride. Ops, com exceção dela. Gente, jaca é feia, fedida e ruim! Mas até a aí, tem gente que tambem é e nós temos que engolir. A piada está é no fato dela nascer em árvores de até VINTE METROS de altura e chegar a pesar DEZ QUILOS!!!! Se isso não é piada, eu não sei o que é...

Pior que isso é só se juntar os dois. A jaca e o ornitorrinco, ou um ornitorrinco comendo uma jaca, ou uma jaca caindo em um ornitorrinco...

PS.: Agradecimentos pelo embasamento teórico deste post à Greice Munhoz.

quinta-feira, 10 de abril de 2008

Pessoas que fazem da minha vida mais difícil

Universtários na mesa ao lado:
Geralmente eles estão no bar (são onipresentes) gritando uruuuuuu ou entoando cântigos guturais como poropopó pó pó pó.

Universitários, apenas:
Pensando bem, eles nem precisam estar na mesa ao lado para serem irritantes...

Preconceituosos do tipo "eu até tenho":
Eles sempre lançam: "Ai, gente! Eu nem tenho preconceito. Até tenho um amigo gay!" A palavra gay pode ser substituida por qualquer outra minoria excluída como negro, mulher, etc.

Fãs de carteirinha de qualquer coisa:
Ok, você pode gostar do que quiser. Mas eu adeio fãs de carteirinha. Gente chata! Eles não se contentam em gostar de tal coisa. Querem saber tudo! Investigam, estudam, respiram aquilo. Existem coisas e pessoas que despertam esse tipo de atitude. Por exemplo, Raul Seixas, Elvis e Star Wars. Eu gosto dos dois e muito (me refiro aos cantores. Sim, eu odeio SW!). Mas vamos combinar de não querer ser eles??? Além do mais, paixão é patologia e se você é aficcionado por qualquer coisa (Aliás, a palavra aficcionado já me irrita) ja perdeu parte da sua capacidade de avaliar se aquilo é bom ou não.

Atendentes de telemarketing EM GERAL:
Óquei, é batido. Mas e daí? Eles por acaso deixaram de ser irritantes? Eu gosto mais da atendente eletrônica da NET. Veja, ela, pelo menos, tem desculpa para ser binária afinal, é uma máquina!

Gente que fala "enfim":
Tá na moda falar enfim. Aliás, palavras e expressões entram na moda já notou?
E o que mais me irrita nisso é que quando voce vê tá falando também. E eu falo "enfim" às vezes, droga!

Cobradores de ônibus xavequeiros:
Vamos esclarecer uma coisa. Preconceitos inclusos, não é só porque eu tô no busão meu amigo, que faço parte do seu público alvo. Óquei?

Pessoas efusivas:
Pra quê tanta alegria? Pra quê? Ainda mais quando não nos conhecemos direito. Guarda isso pra vc! Um pouco de reserva, acidez e mau humor é bom. Juro!

Pessoas efusivas que encostam em você:
Vamos deixar claro: não invada meu espaço físico a não ser que eu autorize. Certo?

Odiadores de Paulo Coelho:
Não eu não amo o Paulo Coelho. Aliás, eu nem ligo pra ele. E digo mais, alguém que vende tantos livros assim algum mérito deve ter. Mas eu não quero discutir o mago de araque. O que me irrita de fato, são os intelectualóides que adoram abominar Paulo Coelho e por isso, acham que são de mais de cultos e informados. E pior, acham que falar mal do que é lugar comum os tornam diferentes. Ah tá!

Cadeia alimentar

Só para dividir a piada apresentada por Lady Bug:



:-D

segunda-feira, 7 de abril de 2008

um dia

Esse é velho, do fundo do baú mesmo. Me deu vontade de dividir com vcs.

Um dia fiz uma musica
Na esperança de que o mundo dançasse
Mas na intenção de que você ouvisse

Um dia comprei um pássaro
Para protegê-lo de tudo
Na intenção de que você voasse

Um dia cantei o amor
Para que todos ouvissem
Na intenção de que você me amasse

Um dia chorei escondido
Para aliviar a dor
Na intenção de que você me consolasse

Um dia comprei uma passagem
Para fugir de tudo
Na intenção de que você me pedisse
Para ficar

domingo, 6 de abril de 2008

Tesoura do Desejo

Alceu Valença

Você atravessando aquela rua vestida de negro
E eu te esperando em frente a um certo bar, Leblon
Você se aproximando e eu morrendo de medo
Ali, bem mesmo em frente a um certo bar, Leblon

Quando eu atravessava aquela rua, morria de medo
De ver o teu sorriso e começar um velho sonho bom
E o sonho fatalmente viraria um pesadelo
Ali, bem mesmo em frente a um certo bar, Leblon

- Vamos entrar...
- Não tenho tempo!
- O que é que houve?
- O que é que há?
- O que é que houve, meu amor, você cortou os seus cabelos?
- Foi a tesoura do desejo, desejo mesmo de mudar