segunda-feira, 9 de agosto de 2010

A real beleza?

Todo mundo pede pra eu postar. Mas não ando com tempo nem pra respirar. E com essa falta de tempo eu ando tentando otimizar nos detalhes. Por exemplo: comprar quase tudo pela internet. Mas por que quase?

Pois é, algumas coisas eu simplesmente não consigo comprar online. Por exemplo, sapatos. Eu calço de 37 a 39. Logo, preciso experimentar, caminhar por horas com pisante na loja pra ter aquela (vaga) certeza de que ele não vai acabar com a minha vida no futuro.

Mas tem coisas que não machucam e eu bem gostaria de comprar a distância, via net, telefone ou até catálogo da Hermes. MAS, o mundo não permite.

De fato a coisa do precon deu uma diminuída boa e a publicidade sacou que preto também é limpinho e gasta dinheiro. Marcas como Natura e Dove são inclusão racial addicted e sempre tascam uma neguinha cota nos anúncios. Mas a real é que uma boa parcela desse setor ainda não se ligou nessa onda.

As revistas de beleza, moda, etc., simplesmente IGNORAM o fato de existirem negras. Com exceção da Taís Araújo e sua fase Helena com seus cachos colágeno em anúncios, não há mais quase NADA em editoriais de beleza que possa ajudar na compra de produtos para peles e cabelos black. No caso dos cabelos tem uma coisa o outra por aí. Sempre na rota do “amansa sarará”. O que também me irrita a vera. Sério, quem disse que eu quero cachos comportados? Quero mais é que suba, Loreal!

Agora punk mesmo é quando se trata dos makes. Se o lance é pintar a palhaça. Ferrou. A sombra laranja fica rosa Boka Loka na minha cara. O pó “morena jambo tropicana afro jungle” me lembra minha infância na terra média, quando eu brincava de bolinho de barro e passava terra na cara. O blush terracota fica vermelho Emília a boneca de pano. E os batons?? Aaaah, desses eu abri mão há meio século porque nenhum fica da cor esperada.

E aí galera! Vamos parar de FINJIR nas revistas metidas a modernas que as negras existem não existem para o editorial? (Porque o comercial já se ligou). Borá tratar o tema de maneira mais próxima da realidade? Eu também corto cabelo e pinto e, por isso, quero dicas cores para o verão e tons para o inverno que combinem com o ME tom de pele. Beleza?