quarta-feira, 25 de março de 2009

Brasil!

Um amigo querido, estudante de jornalismo, decidiu cursar um semestre da facul em Roma, na Itália. E como todo brasileiro que se preze, há cerca de um mês fora de casa, ele já está clamando por arroz, feijão e bife. E já tá com um viés de saudade inclusive do caos urbano de São Paulo.

Em meio a nossa troca de e-mails ele falou a respeito do bairrismo italiano e de como eles são fechados a outras culturas e novidades. Sem dúvida falta uma veia cosmopolita e evolutiva. Mas a parte bacana que eu quero dividir com vocês é a fala de um dos professores dele lá a respeito do nosso país. Segue:

"É importante para nós italianos, e principalmente romanos, percebermos que um país como o Brasil, de história com bem menos de um milênio, e de São Paulo, uma cidade extremamente jovem, nos dá um banho em termos de modernidade e globalidade. O Brasil não é um país subdesenvolvido nem pobre -- é um país muito mais rico que a Itália, e com projeção mundial significativamente forte -- mas é um país de desigualdades. O desafio deles é lidar melhor com isso, e o nosso é descobrir pq ficamos para trás!"

Meu amigo: Esse professor é um sociólogo, puta intelectual, apaixonado pelo Brasil (ele almoçou com o Niemayer no seu aniversário de 100 anos). Foi lindo ouvir tudo isso. Hum, pois é, uma Itália nada moderna, cosmopolita ou tecnológica, mas bem, bem charmosa!!

Ufanismos a parte, achei a definição tão sensata e isenta que tive que compartilhar.

PS.: nada pessoal tá? Há!

7 comentários:

gremunhoz disse...

Que alegria mesmo ler uma coisa dessas vinda de um estrangeiro. Esse pode se chamar não só de intelectual, mas também de sábio.
Eu vivo com o coração batendo entre o nosso arrojo e o charme deles. A bota continua sendo minha preferida, por enquanto. ;-)

Filipe disse...

Pois que aquele eterno "queixo meio caído" dos gringos quando vc diz que é brasileiro foi especial no caso desse professor. Pq ele tinha argumentos de verdade, que íam além do "samba, futebol, praia e vida bela". Sabe muito, e bem mais que muitos de nós. Disse, por exemplo, que os semáforos da Av. Paulista estão entre os mais lindos do mundo -- o design já foi premiado em várias feiras. Sabe aqueles que são colunas pretas no meio da avenida? Pois é, parece que eles só existem na nossa gloriosa paulicéia... e por cá, continuearei aprendendo com ele um pouco mais sobre nós.

Beeeijos saudosos!!

Pataca disse...

Passei por coisa parecida com essa... mas a história é um pouco longa e eu tô com preguiça...rs...
Beijos!

Isabela Lennon disse...

Nossa, não sabia que tinha gente lá fora que pensava assim do Brasil!

RodOgrO disse...

E ele está certíssimo. Mas em breve nos revoltaremos contra os ricos e a desigualdade acabará - vai ser todo mundo pobre!!! Helter Skelter! ;P

bjomeliga disse...

E aí ele queimou todo o filme dele quando almoçou com o Niemayer, hahahahahaha...

Thiago disse...

Pois começo a acreditar que esta é a opinião geral da Europa em relação ao Brasil.

Aqui em Portugal, todo mundo diz a exata mesma coisa. Mesmo os mais arrogantes...

Vivem me perguntando o que "raios pá" eu vim fazer aqui, pq pra eles, é incoerente sair do Brasil pra vir estudar em Portugal...

Quando me perguntam eu sempre respondo "viver em um país aonde só se come bacalhau duas vezes por ano é um atraso de vida"... Falo brincando, claro, nem gosto de bacalhau.