quinta-feira, 3 de julho de 2008

Alterego

Bom, como qualquer maluco eu já abracei diversos ateregos. Eu não deveria dizer isso, mas houve uma época em que até a Xuxa figurou minha mente. É não me orgulho, mas justifico que nessa fase eu era um ser desprovido de superego. Era apenas um id ambulante e indefeso que não pesava mais que uma arroba e 100% inconsciente. Ou seja, uma criança.

Da época da Xuxa até hoje eu evolui (ah vá, um pouco!). Passei a pesar umas 4 arrobas e abracei alguns alteregos mais interessantes. Principalmente, porque deixei de ser esquizofrênica e caí na real inclusive com meus amigos imaginários (leia-se não loiras, não brancas e não de cabelos lisos). Oh que vantagem!

Sei que hoje, depois de algumas mudanças o meu alterego no momento é alguém bem foda. Simplesmente por EU quis assim.





Valeu Lory!

4 comentários:

lorylooove disse...

haha
preciso te apresentar pra PJ Harvey qualquer dia desses....

O Digitador! disse...

:-D

ladybug disse...

mais difícil é aprender a ser linda, fia. com o resto, você já nasceu.

gremunhoz disse...

Pois é, falando nisso... Fabrício, um capricorniano com C maiúsculo (e vc sabe bem o q eu quero dizer) disse que seu cabelo está MUUUITO MELHOR assim. E a irmã dele, que já te conheceu na nova versão, AMOU. ;-)