terça-feira, 17 de junho de 2008

Tu mereces?

Por tempos julgava não merecer
E por isso pensava passar bem sem ter
Simplesmente por medo de perder.

A ironia está justamente no ponto
Em que mesmo pensando não merecer
Nada me impediu de ter.

E tudo que passei a ter
Com a certeza interna de não merecer
Por vezes, ignorando o medo, o medo da perda
Não me impediu também de perder.

De ter perdas de rumo, de juízo, de querer
Viver é antes de tudo perder
Mas antes de qualquer coisa
Tem que se perder o medo de perder.

Tem que saber que a vida
Só pode ser para você nada mais que aquilo
Que julgas merecer.

Não há castigo ou abrigo,
Nem nenhum inimigo no poder
Aliás, o poder só está
Naquele que ousa merecer.

Um comentário:

gremunhoz disse...

Q lo diga el Dreammer, vale?! ;-)