terça-feira, 20 de maio de 2008

Só na baba de calango

Baba de calango é um termo goiano equivalente ao xaveco para os paulistanos. Ou seja, uma canatada. E como cantada boa nasce morta, segue uma listinha honesta do puro creme do galanteio rasteiro e popularesco.

1.Você é o ovo que faltava na minha marmita.
2. Não sabia que flor nascia no asfalto.
3. Nossa, Você é tão linda que não caga, lança bombom! (NOTA 10)
4. Você é sempre assim, ou tá fantasiada de gostosa?
5. Você é a areia do meu cimento.
6. Ahhh se eu pudesse e meu dinheiro desse!
7. Suspende as fritas.... o filé já chegou!
8. Você não usa calcinha, você usa porta-jóia.
9. O que que esse bombonzinho está fazendo fora da caixa??
10. Você não é pescoço mais mexeu com a minha cabeça!
11. Nossa, quanta carne.... e eu lá em casa comendo ovo!
12. Se você fosse um sanduíche teu nome ia ser X-Princesa...

Ps.: Autor Desconhecido.
(Esse cara assina 90% dos textos circulantes na Web. É tipo o Mesmo, onipresente em todos os elevadores do país.)

;-)

Um comentário:

gremunhoz disse...

Trágico se não fosse cômico, né miga? No Sul dizemos "rasgação". Ou então "tá me trovando". Acrescente aí uma das mais 'fofas' que ouvi na minha vida: mas você é linda feita a Natureza! (com sotaque arrastado e arretado) ;-))