terça-feira, 10 de abril de 2007

O Dia de Roupa Ruim

Faço questão de avisar logo de cara que esse será um texto mulherzisse. Talvez os meninos nem compreendam do que se trata, mas pode ser que eles, do alto da sua praticidade, entendam e até se identifiquem. Porque dia ruim todo ser humano tem.

Tem dias que você levanta da cama e até então, acredita que será um dia como outro qualquer. Muito trabalho, perrengues mil, pessoas difíceis que jogam contra e algumas piadas boas que fazem tudo valer a pena. Daí você toma um banho e se volta para o guarda-roupas (Sim, estou vivendo uma fase em que estou revendo conceitos por meio do meu guarda-roupas). E de repente você percebe que tudo que sempre funcionou, não funciona mais. É nesse ponto que você se toca que vai viver nas próximas 24h o "Dia de Roupa Ruim" *.

Você experimenta quase tudo que tem de vestir nessa vida. E a pilha em cima da cama só vai crescendo. Tenta combinações antes jamais pensadas. Mistura peças que nem de longe tinham afinidadeentre si na sua rasa noção de moda. E depois volta atrás! Nem mesmo a regata branca com aquele jeans amigo funciona (Sim, porque toda moça que se preze tem um jeans amigo que a faz se sentir gostosa até na TPM. Isso rende outro post!). E a pilha na cama continua crescendo e os minutos passando...

Até que muitas peças e horas de atraso depois você desiste. E vê que nada vai adiantar. Logo, você opta (ou desopta) por algo e vai pra vida mal humorada e se sentindo o mais roto e mal vestido dos seres da Terra. Até que você chega no trabalho e encontra alguém que nem precisa ser tão seu brotherzinho assim (tem mais efeito quando não é, inclusive) e a pessoa fala: "Nossa! Como você está bonita!". E você pensa: "Mas eu tô péssima!" E todos resolvem te elogiar quase que em coro uníssono.

É nessa hora que você percebe que foi só um Dia de Roupa Ruim. Nada mais que isso. E amanhã seu guarda-roupas voltará a ser bacana e funcional. E mesmo não sendo super recheado de coisas caras e glamourosas ele é o que você pode chamar de seu.
E tudo voltará ao normal.

*O Dia de Roupa Ruim é atemporal. Nada tem a ver com TPM! Mas confesso que quando ele acontece nessa época tem até atenuante criminal.

;-)

10 comentários:

ö Ladybug ö disse...

adorei!

suuuper parente do "dia do cabelo ruim". mas preciso confessar uma coisa: quando meu cabelo está bom, NADA me abala

Anônimo disse...

Isso acontece comigo também. Na verdade eu tenho varias roupas q eu sei q nao me caem bem, mas deixo ela la, iludindo o meu guarda roupa. Pq se eu fosse usar esse criterio, acho q teria só umas 2 mudas de calça e camiseta.

Bjs,
Pivo

Camila disse...

E agora vem a "estação da roupa ruim". Não sei me vestir no inverno, não tenho roupas de inverno, nem dinheiro para comprar.
Odeio Inverno.

Fabiana Monte disse...

E quando o dia vira a semana da roupa ruim? risos

Pherdna disse...

Algumas coisas não fizeram sentido na minha cabeça de ogro, muito complexo.

Emerson disse...

Dia das Coisa Ruim

pronto

Mineiro disse...

é.. lá em minas a gente diz que é o Dia "margurado" !! eeeita!!

Mineiro

debora disse...

ahhh o clássico dia da roupa ruim. O que dizer entao de um dia da roupa ruim em conjunto com o dia do cabelo ruim..ouchhh
La to adorando seus posts...

beijão

Greice disse...

Ufa! Achei que fosse só comigo... a gente sofre da famosa síndrome do 'só aconece comigo...'. Mas não! Acontece com as melhores pessoas que te conhecem. E que bom que inventaram blogs para elas falarem sem precisarem enviar mails gigantescos como eu fazia, né? Alívio... o roupeiro realmente não tá dos melhores, mas quando a gente tá melhor, ele sempre dá um jeito! ;-)

Tarsis disse...

Oi Lá, tdo bem?

Como sempre, sou fã do seus textos. Tenho um que vc fez sobre o inverno guardado até hoje...rs

E meu, esses dias mesmo pensei em escrever um texto sobre " esse dia" que tem sido uma constante em mina vida...rs...saio na rua me sentindo um ET...rs

ah, pq " Senta no puf verde"???? É publicável? hehe

BJS